Nossa história

Fundada em 16 de julho de 1855, a então Biblioteca Provincial foi instalada em uma das salas do segundo pavimento do Palácio Anchieta, no governo do presidente da Província, Sebastião Machado Nunes, por iniciativa de Brás Costa Rubim (1812-1871), que doou os seus 400 primeiros volumes entre brochuras e folhetos. Foi a 5ª biblioteca estadual criada no país. Ganhou notoriedade e suporte administrativo através da resolução contida na Lei nº 19, de 10 de maio de 1880.

Até 1979, a Biblioteca funcionava junto ao Arquivo Público Estadual, na Cidade Alta. A sede da BPES na Praia do Suá foi construída em 1979, com uma área de 800 m2. Em 2008, foi reinaugurada após uma grande reforma, sendo ampliada para 1.500m2. A reforma e a ampliação da Biblioteca Pública do Espírito Santo foram necessárias a fim de adequar seus espaços às necessidades de informação e de serviços condizentes com as novas concepções e tecnologias da informação para assegurar um melhor atendimento ao público. O conceito de biblioteca pública pressupõe tanto sua modernização tecnológica e de acervos quanto sua finalidade básica de eliminar ou minimizar o distanciamento entre os cidadãos e a informação e o conhecimento, formando leitores autônomos, críticos e cada vez mais seletivos.
Acervos e coleções

o acervo da Biblioteca Pública do Espírito Santo Levy Cúrcio da Rocha - BPES - se distribui entre coleções diversas que reúnem documentos, jornais antigos, revistas, obras de valor literário e histórico, inclusive as que atendem às crianças e aos jovens, publicações de todas as áreas do conhecimento, até obras de referência (atlas, enciclopédias, almanaques, dicionários, biografias, catálogos, etc.), CDs, DVDs e microfilmes, além de livros em áudio e em escrita Braille, que favorecem a inclusão social. Esse acervo ainda inclui coleções especiais, caracterizadas por conterem obras raras, destinadas a pesquisadores e leitores em geral. O conjunto de acervos e coleções constitui patrimônio do povo capixaba, pois reúne e preserva sua memória histórica e cultural.

Serviços

Além da variedade de recursos de leitura e de pesquisa que a BPES põe à disposição de todos os cidadãos, são realizados gratuitamente serviços de empréstimo de livros e de acesso à Internet para fins de pesquisa.

Divisão de obras gerais

Livros de literatura nacional e estrangeira de todas as épocas e obras dedicadas ao saber científico, histórico, linguístico, etc.

Divisão de Coleções Especiais 

:: Setor Infantojuvenil: livros de literatura infantil e infantojuvenil de todas as épocas, com ambiente adequado à recepção de leitores dessa faixa etária. 

:: Setor Multimídia: itens multimídia, como CDs, DVDs e CD-ROMs, e acesso à Internet.

:: Setor Braille: livros em braille, áudio livros e equipamentos voltados ao público portador de deficiência visual.

:: Setor Província: livros da coleção original e outros. 

:: Coleção Especial José Teixeira: com livros que pertenceram ao historiador.

Divisão de Documentação Capixaba

Documentação capixaba, com publicações ficcionais, científicas, históricas, etc. de autores capixabas

Divisão de periódicos

Jornais e revistas de publicação periódica

Divisão de Processamento Técnico

Divisão de Extensão (SEBPES)

Divisão Itinerante 

Projeto Biblioteca Móvel

Facilita o acesso à leitura, à cultura, à informação e ao conhecimento para as comunidades distantes e periféricas. Funcionando desde 2008, atende a vários bairros da Grande Vitória.

Biblioteca Transcol

São dez as unidades contempladas, oferecendo-se uma biblioteca em cada terminal rodoviário do Sistema Transcol.

Leia também

- BPES: 160 anos de história - Rita de Cássia Maia e Silva Costa

- Nos 160 anos da Biblioteca Pública Estadual - Getúlio Neves

 

Assista também

- Biblioteca Pública do Espírito Santo - vídeo de Pedro J. Nunes

 

Voltar